como a vida seria muito mais miserável sem os filmes da minha vida: Esplendor na Relva de Elia Kazan

Esplendor na Relva é por ventura o filme mais bonito de Elia Kazan, só por ele merecia figurar com relevo na história do cinema Este filme de Elia Kazan é uma ode ao amor adolescente que perde as ilusões à entrada da idade adulta. Mas de todos os quadros que compõem a estória, é precisamente…

Por onde anda o Cinema Português?

A ausência do rico cinema português de formato curto nos festivais internacionais de cinema que não de “linha A” é preocupante Fez este mês de Maio quatro anos que exerço as funções de programador oficial do Festival Internacional de Cine de Piélagos, na Cantábria em Espanha depois de uma primeira incursão no mesmo enquanto membro…

Filmes que fazem uma história: Os Sete Samurais (1954)

Estava num qualquer apartamento de Lisboa, na altura em que ainda era aceitável arrendar um, quando decidi pegar em mim (e no filme), e vê-lo. É de facto necessário alguma predisposição para pegar nele e vê-lo, pelo menos uma predisposição de três horas e meia, o que nem sempre é fácil neste dias em que…

como a vida seria muito mais miserável sem os filmes da minha vida: Duas ou Três Coisas que Eu Sei Dela de Jean-Luc Godard (1967)

A primeira vez que vi Duas ou Três Coisas que Eu Sei Dela, já tinha visto uma parte substancial da obra de Jean-Luc Godard até à década de ’80. Ou seja, já me foi um filme tardio no conjunto de filmes de JLG. E a verdade é que nem sequer foi um filme que me…

como a vida seria muito mais miserável sem os filmes da minha vida: O Rio Sagrado de Jean Renoir (1951)

Tudo isto vem de outro tempo. De outros tempos. Cinematográficos. Representativos. Literários. Políticos. Coloniais. De tempos com tempo. De tempos de memória. De memórias. Memórias da história e de estórias. Memórias afectivas. Isto é uma história de e com sabor. É uma história de sabor porque vem de longe, de outros tempos e lugares, de…

Prémios Sophia 2018 na 1.ª pessoa

Depois de uma cerimónia inaugural em 2012 na Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema onde foram premiados três vultos maiores do cinema nacional - António da Cunha Telles, Isabel Ruth e António de Macedo - a Academia Portuguesa de Cinema organizou pelo sexto ano a cerimónia de atribuição dos Sophia que visam destinguir o melhor do…